Casinos Estoril Sol com vida complicada

Face ao novo confinamento em Portugal no dia 15 de Janeiro, a situação dos casinos físicos nacionais volta a estar igual ao período entre Março e Junho do ano passado.

De facto, a pandemia tem sido um terror para o setor do jogo, assim como para outras indústrias. Com efeito, o grupo Estoril Sol vê-se novamente forçado a encerrar os seus casinos físicos que englobam o Casino Estoril, Casino Lisboa e Casino da Póvoa.

Esta foi uma a resolução do Conselho de Ministros, que perante o nono estado de emergência em Portugal, decidiu encerrar estabelecimentos de comércio não-alimentar, ginásios, cabeleireiros, etc. O universo do Casino de Portugal foi igualmente afetado por esta decisão.

Em comunicado, o grupo Estoril Sol garantiu que “mantém como máxima prioridade a salvaguarda do bem-estar e da saúde dos seus funcionários e clientes que frequentam os seus casinos físicos, procurando contribuir para minimizar o impacto desta pandemia na sociedade em geral”. Mais ainda, acrescenta que “continuará a seguir atentamente a evolução da disseminação do novo coronavírus, disponibilizando-se para alterar procedimentos ou adotar novas medidas que assim se justifiquem”.

A vertente online como solução segura

Perante esta repetida situação, o grupo informou igualmente, e como seria de esperar, que a vertente de jogo online, isto é, o casino online, vai continuar ativa e a exercer com normalidade a sua atividade. Jogos como as slots online, que os portugueses tanto adoram, esperam por si com centenas de opções. Esta parece ser de momento a única atividade em termos de casino com que se pode sonhar em Portugal, visto que com os números da pandemia a aumentarem de dia para dia, tal parece mesmo ser a opção mais segura e saudável.

Aliás, a situação para os casinos físicos encontra-se para já tão estagnada que até mesmo no final de 2020, quando os números ainda não tinham disparado, o governo nacional foi forçado, devido à situação pandémica, a manter as concessões dos casinos de Lisboa, Estoril e Figueira da Foz. Assim sendo, as atuais concessões irão permanecer em vigor até novas diretrizes.

Convém recordar que toda a situação pandémica tem apresentado um forte impacto negativo no setor dos casinos físicos, onde o grupo Estoril Sol apresenta consideráveis prejuízos. Em números avançados pelos responsáveis do grupo, pode-se ler que a empresa registou somente 200 mil euros de lucro no primeiro semestre do ano passado, o que se traduz por uma queda de 98% quando comparado a igual período do ano de 2019.

Resta agora esperar que o decorrer os próximos meses possa trazer algum alívio no número de infetados e de mortos que assola Portugal, e que com isso a atividade económica do país possa ir regressando ao normal, onde se espera que também os casinos possam abrir portas novamente.

Até 250€ de boas vindas
+ 10 € Grátis
BACK TO TOP